Quem Somos?

O Olho do Cidadão é um movimento de cidadania em Moçambique, constituído por uma Plataforma de Bloguistas universitários que exercem a sua cidadania através do conceito Cidadão-Jornalista, reportando, fotografando e intervindo nos problemas da sua sociedade.

Inicio

Um apelo a ÉTICA à geração ON LINE

O texto desenvolvido nas linhas abaixo é fruto de uma inquietação minha e que fora fortalecida com o debate organizado pelo IREX nas suas instalações, sob o tema “Redes sociais e jornalismo: oportunidades e desafios para os media”.

O raciocínio aqui por mim explanado ganha suporte no conceito de ética trazido por Robert B. Denhardat (1995), o qual pressupõe que a ética é um sistema pelo qual se certifica aquilo que é certo e aquilo que é errado e se age de acordo com o que é certo, ademais, a ética implica o uso da razão para determinar o curso adequado de cada acção humana.

Continuar...

Olho do Cidadão - Sensibilização sobre a segurança rodoviária

O Olho do Cidadão esteve no dia 11 de Novembro na Escola Primária A Luta Continua a ministrar uma palestra de sensibilização sobre a segurança rodoviária.

Na Escola, a equipe do Olho do Cidadão interagiu com crianças do nível básico. Durante a nossa intervenção os pupilos mostram muito entusiasmados com a causa estiveram muito participativos mostrando algum domínio sobre alguns sinais de transito ora apresentados.

Continuar...

“Lambda” luta pela legalização há sete anos

A Lambda é uma organização de cidadãos moçambicanos que advogam pelo reconhecimento dos Direitos Humanos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT). Esta organização luta pela sua própria legalização e reconhecimento pelo Estado há sete anos. Até à data não lhes foi concedido esse direito.

Na sua mais recente acção, a Lambda lançou uma campanha que tem como objectivo pressionar o Governo moçambicano a reconhecer formalmente o grupo como “Associação” e sensibilizar, educar e informar a opinião pública sobre o direito ao associativismo e a igualdade entre todos os moçambicanos,  independentemente da sua orientação sexual e identidade de género.

Esta iniciativa está aberta a todas as pessoas que partilham os princípios de igualdade, inclusão, tolerância e respeito pela diversidade.

Continuar...

Maputo Metrópole de alguns

A cidade capital Moçambicana celebra 127 anos desde a sua elevação a categoria de cidade. Neste ano Maputo apreciou um crescimento no ramo imobiliário com a construção de edifícios privados e públicos de grande envergadura e sem precedentes. Contudo esse crescimento não é abrangente, cobrindo em grande parte os bairros que residem cidadãos de renda media-alta.

Em bairros como Polana, dentro dum raio de 10 Km (quilómetros) existem famílias que vivem abaixo de 60Mtn (2 USD) por dia, crises constantes de água, energia, saúde pública, educação, transporte para os bairros acima dos 20Km (quilómetros), vias de acesso, sistemas de drenagem das águas residuais, sanitários públicos, desorganização e um crescimento constate de vendedores de rua, degradação das infraestruturas sociais, corrupção por parte dos polícias camarários, a perda do princípios morais, altas taxas de criminalidade, desemprego entre outras problemáticas.

Continuar...

Pág. 1 de 60

Baixe a aplicação Android do Olho do Cidadão (Experimental)

NOTICIAS RECENTES

04/10/2014, 20:35
Moçambique diz não à violênciaMoçambique junta-se a uma campanha virtual no Dia Internacional da Não-Violência. E numa altura em que a campanha eleitoral...
21/09/2014, 15:52
O docente universitário e ambientalista Carlos Serra Jr. visitou na manha do sábado, 20 de Setembro o Olho Do Cidadão. Nesta visita, Carlos Serra Jr....
21/09/2014, 12:51
1 elefante é morto a cada 15 minutos e 1 rinoceronte a cada 9-11 horas em África. Por pura negligência, Moçambique já perdeu todos os seus...
Vota nos Objectivos do Milénios

Subscreva-te!

 

 

LANÇAMENTO DE LIVRO

O IESE irá levar a cabo no dia 5 de Dezembro no Museu da História Natural, 17h o lançamento do livro, edição em português Envelhecer em Moçambique: Dinâmicas do Bem-Estar e da Pobreza e em inglês Growing Old in Mozambique: Dynamics of Well-being and Poverty, da autoria de António Francisco, Gustavo Sugahara e Peter Fisker.

MOÇAMBIQUE ENTRE OS PAÍSES MAIS AFECTADOS PELO HIV/SIDA

Estima-se que um milhão e quatrocentas pessoas, em Moçambique, estão infectadas pelo HIV/Sida e 120 mil novas infecções acontecem por ano. Esta situação coloca o país entre os 10 mais afectados por esta pandemia a nível mundial.

Parceiros

  • 41_260_81_pro-logo_n-3.gif
  • 251993_256219747813770_1578331221_n.jpg
  • amcs.jpg
  • globalvoiceslogo1.gif
  • logo AMOR site web.png
  • MASC.jpg
  • Mozambique-Portuguese.png
  • orlogo-300.png
© 2013 Olho do Cidadão